Inscrições de filmes abertas para o 4º Santos Film Fest – Festival Internacional de Filmes de Santos

kulhydrater i mad tabel go Elder Fraga e Ondina Clais abertura SFF 2019A maior festa do cinema no litoral paulista tem sua quarta edição confirmada para o período entre 26 de junho e 3 de julho. E realizadores interessados em participar do van de heuvel tuindecoratie link Santos Film Fest – Festival Internacional de Filmes de Santos, presente no calendário oficial da cidadehele vejen nik og jay , podem inscrever suas obras a partir de boka havets katedral view 25 de março e até 5 de maio. Serão aceitos curtas e longas-metragens de todos os gêneros, ficção ou documentário, finalizados entre http://leftprevent.life ems training amsterdam 1º de agosto de 2018 e 15 de abril de 2019http://ironneedle.live/2018/08 waarom glasvezel ipv kabel , desde que sejam inéditos em festivais no município. O regulamento completo está disponível em la la land die watch www.santosfilmfest.com/regulamento. Não é cobrada taxa de inscrição.

parents élancez vous caf O Santos Film Fest visa promover o cinema, especialmente o nacional, o estímulo à reflexão por parte do espectador, o resgate histórico, a formação de público para o cinema, a democratização de acesso à cultura, a utilização do cinema como ferramenta cultural, educacional, que atua em prol da cidadania, e promover o intercâmbio cultural.

la rondavelle tamarin mauritius couch hohe sitzhöhe Deixe a Arte Entrar

Em um momento que o mundo vive uma crise política e social, o 4º SFF entende ser imprescindível refletirmos as relações humanas, promover o amor, a amizade, os bons sentimentos. Por isso, celebra os 40 anos do lançamento do filme “Hair”, de Milos Forman, e adota como tema “Deixe a Arte Entrar”, alusão à icônica canção deste musical, “Let the Sunshine In” (“Deixe o Sol Entrar” no Brasil). “A arte transforma, educa, melhora o ser humano, a sociedade. Vivemos tempos de radicalismos, confrontos, por isso é importantíssimo celebrarmos temas mostrados no filme, como a busca pela paz, pelo respeito às diferenças, pela liberdade”, afirma o diretor do festival, o crítico de cinema e produtor cultural André Azenha. “O cinema, em sua diversidade e encantamento, tem poder imensurável em instigar a reflexão, em expandir nossa percepção de mundo e sociedade”, ressalta a diretora do festival Paula Azenha.

Para esta quarta edição, estão confirmadas a mostra competitiva no Cine Roxy, tradicional cinema que chegou aos 85 anos em 2019, e a Mostra Humanidades no Cine Arte Posto 4. Também estão confirmadas a Virada Cinematográfica e duas exposições: “Batman 80 anos – Trajetória do Homem-Morcego no Cinema: Uma Homenagem”, com foco na história do personagem nas telonas, desde as matinês cinematográficas dos anos 40, no Museu da Imagem e do Som de Santos (com direito à bate-papo com especialistas, virada nerd e surpresas), e outra sobre personagens infantis no cinema, no Shopping Pátio Iporanga, onde também ocorrerá curso de desenho, contação de histórias, cantinho da leitura, entre outras atividades. E ainda o lançamento de um livreto do crítico de cinema Waldemar Lopes sobre grandes atuações no cinema nacional. “O cinema reúne diversas expressões artísticas. Por isso sempre fazemos questão de ter, na programação, atividades ligadas às artes visuais, literatura, música, etc”, destaca André.

Edição passada

Em sua última edição, realizada entre o fim de agosto e o início de setembro de 2018, foram exibidos gratuitamente mais de 90 produções cinematográficas, um recorde para festivais realizados na região, divididas entre a mostra competitiva, cujos vencedores foram “Henfil” (melhor longa pela crítica), “A Mais Briosa: Um Amor 100 Divisão” (melhor longa do voto popular), e “Ao Final da Conversa, Eles se Despedem com um Abraço” (melhor curta pela crítica e pelo voto popular), Mostra Humanidades e sessões de Pré-estreia e especiais. Além das produções nacionais, foram exibidos filmes suecos, franceses, canadenses, em parcerias com os respectivos consulados ou embaixadas desses países e distribuidoras. Mais de 8 mil pessoas participaram do evento, nas sessões bem como das exposições, bate-papos, palestras e oficinas formativas. Os homenageados foram o crítico Rubens Ewald Filho e a cineasta Eliane Caffé. Também foi lançado um videoclipe realizado entre Cidades Criativas da Unesco, que repercutiu na Coreia do Sul, em Portugal e no Chile. Participaram cineastas, atores e críticos de cinema.