15/12: Regina Azenha lança Aquarela de Sentimentos, no bar O Almanaque

kulhydrater i mad tabel go  “Jamais permita que o orgulho cale a voz do coração”

van de heuvel tuindecoratie link A frase acima representa bem a essência da obra de hele vejen nik og jay Regina Azenha, iniciada muito antes deste boka havets katedral view “Aquarela de Sentimentos”, que a autora lança e autografa no sábado, http://leftprevent.life ems training amsterdam 15 de dezembro, a partir das http://ironneedle.live/2018/08 waarom glasvezel ipv kabel 20h, no bar la la land die watch O Almanaque. Curiosamente, o livro é um projeto todo familiar. A edição e a capa foram feitas por Cláudio Azenha. Cada livro foi concebido manualmente, um a um. Já o prefácio tem assinatura de André Azenha.

parents élancez vous caf A noite terá ainda apresentações musicais de la rondavelle tamarin mauritius Luiz Cláudio de Santos e couch hohe sitzhöhe Theo Cancello. A entrada é franca.

Regina destaca aquilo que toda obra artística – no caso, aqui, a poesia – deveria levar ao público: o coração. Sentimentos fortes transformados em poemas, frases e pensamentos que fazem o leitor se identificar, se emocionar e se transformar. “Daí a importância da arte: causar a transformação. Fazer com que a pessoa “atingida” de alguma forma não seja mais a mesma: reflita, sorria, chore, tenha um nó garganta, desperte alguma lembrança”, escreve André no prefácio.

Em toda sua trajetória como poetisa, Regina consegue transformar, transcender, fazer rir, chorar, refletir, em versos simples, porém pungentes, leves, mas profundos, escritos com sinceridade tremenda, expondo sua verve romântica e nem por isso ingênua.

O livro, independente, tem mais de 100 páginas e formato de bolso.

Sobre a autora:

Regina Célia A. Azenha é santista e faz poesia desde criança. Escreveu até então quatro livros: Mulher: Amor e Poesia, em 1986 (pelo qual ganhou o prêmio Robalo de Ouro Brasil 1989),  Fragmentos & Mutações, em 1997, Poesia a quatro mãos (2008), realizado em parceria com seu filho André. E “Entre o Sonho e a Realidade” (2012). Amante da música, teve uma composição classificada entre as dez finalistas de um festival. Na Bienal do Livro do Sesc-Santos, Mulher: Amor e Poesia foi um dos livros mais vendidos entre os autores independentes. Amante das artes, atualmente exerce a atividade de artesã. Parte de seu trabalho pode ser conferido no site www.reginazenha.com. Também escreve para o CineZen poemas e crônicas sobre os filmes que é apaixonada.

Serviço:
Lançamento de “Aquarela de sentimentos”, de Regina Azenha, com apresentações musicais de Luiz Cláudio de Santos e Theo Cancello

Quando: Sábado, 15 de dezembro, 20h
Onde: Bar O Almanaque – Rua Euclides da Cunha, 97, Gonzaga
Entrada no evento é franca