1982 | Contra a censura

kulhydrater i mad tabel go O show “Ponto de Fuga” ocorrido em 3 de abril de 1982, no SESC da Avenida Conselheiro Nébias, com produção de Mário Bernardino, foi um marco na luta contra a censura por parte dos artistas de Santos. Entre as atrações, constavam o violonista Carlos Oliveira, o flautista Carlos Poyares, Grupo Pau a Pique, de Santos, e o cantor Dercio Marques.

van de heuvel tuindecoratie link O embate se iniciou quando o Serviço de Censura local declarou que todas as letras de Antonio do Pinho e Vieira Vivo “eram tendenciosas”, e que estavam proibidos de apresentá-las. A partir daí, a ação restritiva dos  militares tomou corpo e culminou com a invasão do recinto por agentes da Polícia Federal, durante o show. A seguir, dois documentos jornalísticos da época: O editorial do jornal Cidade de Santos, escrito por Roberto Peres em 4 de abril 1982, e o artigo “Abertura (sic) com censura”, publicado na Revista Picaré nº 04, de junho-julho daquele ano, escrito por Vieira Vivo com ilustração de Seri.

hele vejen nik og jay

boka havets katedral view Material cedido por Vieira Vivo



3 Comentários

  1. André, parabéns pelo excelente trabalho.

    A minha contriubição foi miníma. Apenas uma semente que em suas mãos está florescendo de forma magnifica.

  2. Olá poeta Vieira Vivo
    Memorável registro.
    O evento teve também a participação direta, na produção, de Aristidia Marques.
    Por vezes me pergunto, como Elomar:

    “Mas cadê meus companheiros, cadê
    Que cantava aqui mais eu, cadê
    Na calçada no terreiro, cadê
    Cadê os companheiros meus cadê
    Cairam na lapa do mundo, cadê
    Lapa do mundão de Deus, cadê.. ”

    Mas continuamos,cada qual com sua labuta,
    abraços com carinho
    Mario Bernardino